terça-feira, 31 de julho de 2012

Desvendando o lenço umedecido


Oi, pessoal!

Eu estava pesquisando na internet uma alternativa para o lenço umedecido além do algodão com água e vejam só o que achei:

1) Uma descrição da Revista SuperInteressante em set.2010 sobre os compostos utilizados 
nos famosos lencinhos:


Bronopol: Metade do líquido que vai nos lenços é água pura. O problema é que, pelo menos neste planeta, onde há água há vida. Geralmente microvida. E Micróbios não são os melhores amigos dos bebês. Para destruir as bactérias que apodreceriam o lenço e invadiriam o corpo do baby, vai um composto matador: o bronopol. Tão bom que é usado também em banheiros químicos.
EDTA (Ácido Etilenodiamino Tetra-Acético): É um esponjão químico: suga os resíduos de metal que existem na água – e que enferrujariam os lenços. Se um dia você se intoxicar com metais pesados, vai levar uma receita médica com EDTA  para casa, já que esse ácido os elimina do organismo. Os dentistas também usam o EDTA para limpar resíduos de metal que ficam nos dentes depois de perfurados pela broca.
Metilparabeno: Para eliminar os fungos, que cresceriam no ambiente úmido da embalagem. Mas que deve mesmo ao metilparabeno é a ciência. Ele é o fungicida preferido para proteger larvas de moscas. O que isso tem a ver com ciência? É que cientistas criam moscas drosófilas para fazer pesquisas genéticas (os insetos vivem pouco, então dá para analisar as mutações no DNA ao longo de várias gerações).
Cocamidropil Betaína: Um detergente natural que vêm do coco da vaca. Esse é o removedor de sujeira aqui e nos detergentes de lavar prato. 
Lanolina: extraídos da lã de carneiros, a pele desses animais produz uma cera impermeabilizante. Nos seres humanos, essa cera age como um hidratante poderoso. Não é a toa que os protudos para cabelo têm linhas e linhas com a Lanolina.
2) Uma receita de lenço umedecido caseiro:

O que eu queria mesmo eu não achei... hehehe

Nenhum comentário:

Postar um comentário