sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Como evolui a visão de seu bebê


Como evolui a visão do seu bebê
(Retirado do site: Meu bebezinho)

1o mês
O bebê praticamente não distingue cores e percebe pouco os contrastes. Mesmo de alguém muito próximo, só vê o vulto. Sua percepção depende bastante dos contrastes. A proximidade do bebê e a claridade do ambiente facilitam bastante sua percepção. As lágrimas só aparecem a partir da 3ª semana de vida, quando as glândulas lacrimais já amadureceram.

2o mês
Embora continue vendo apenas vultos, o bebê distingue melhor contornos e cores. Também associa visão e ruídos. Por isso, um chocalho lhe desperta a atenção. O ideal é apostar em brinquedos de cores altamente contrastantes (vermelho e branco, preto e branco). O contato com a luz também é importante. É que, ao chegar à retina, a luz ativa a camada de células fotorreceptoras, das quais se originam as ondas elétricas que chegam ao cérebro onde são transformadas em imagens ou sensações visuais. Então, nada de deixar o bebê o dia inteiro na penumbra. Mas também não o exponha a luminosidades intensas, que ofuscam sua vista. A claridade natural do ambiente já é o suficiente para proporcionar o estímulo necessário.

3o mês
Há um progresso notável. Seu bebê já distingue melhor as cores, tem uma capacidade de focalização maior e até já consegue estabelecer um contato olho a olho com a mamãe. Por uns poucos instantes, é capaz até mesmo de seguir com o olhar um objeto em movimento.

4o mês
A partir desta idade, os olhos da criança já estão alinhados - é quando acaba a descoordenação motora dos olhos, responsável por períodos de estrabismo no bebê. Esse alinhamento é o que permite enxergar imagens com tridimensionalidade. Mas, só por volta do segundo ano, a capacidade de captar imagens em 3 dimensões atinge a plenitude. Com uma boa percepção de cores, a criança já demonstra interesse por objetos de tons fortes, como o vermelho, amarelo e azul.

6o mês
A evolução é notável. O bebê já dispõe de uma visão praticamente igual à do adulto. Percebe todas as cores, nuanças e contrastes, vê com profundidade, mas ainda lhe falta focalizar melhor. Por isso, nem sempre a imagem tem boa nitidez. A partir de agora, a estimulação depende de oferecer brinquedos com diferentes formatos e cores. É esperado que o bebê tente alcançar com as mãos objetos que estejam em seu campo visual.

8o mês
É quando a cor dos olhos do bebê finalmente se define. Até esta idade, as células de pigmentação da íris tendem a escurecer. E nos primeiros dias de vida, os olhos do bebê costumam “puxar” para um tom de cinza ou azulado.

1 ano
A visão do bebê já lhe garante praticamente a mesma percepção do adulto, mas ainda falta a nitidez nas imagens. Chamada de acuidade visual, a capacidade de ver detalhes, como objetos menores ao longe, só é plenamente alcançada entre 5 e 6 anos. Este é o período necessário para a plena maturação das células visuais e da parte do cérebro responsável por receber e processar as imagens. Por isso, nem sempre seu filho é capaz de ver cenas que você mostra.

Dr. Yechiel Moises Chencinski
Telefone: 11-3285.2105 / 3284.0992
http://www.doutormoises.com.br/



Nenhum comentário:

Postar um comentário